Tudo começou há uns anos

Diagnosticaram-me um problema hormonal aos 17 anos
Fui logo avisada de que ter filhos não seria tarefa dita normal
Tal podia até não chegar a acontecer
No momento, não me importei
Alegava que não me fazia confusão adotar uma criança
Uns anos depois, apaixonei-me por ele!
Logo lhe contei o meu problema, e por ele estava tudo bem
Mas, o meu desejo de ser mãe despertou
Adotar não está totalmente posto de parte
O que gostávamos mesmo era de ter um filho biológico e, mais tarde, adotar um 2º
Mas vamos por partes
Para ter um filho biológico, graças a Deus, a medicina continua a evoluir
Quando pocurámos informação acerca do nosso caso, os médicos mostraram-se sempre muito otimistas
Começaram por falar-nos das três possibilidades de tratamentos:
1. Estimulação ovárica e relações sexuais programadas;
2. Inseminação Artificial;
3. FIV – Fecundação In Vitro.
Ficámos entusiamdos e com esperança que a opção 1 desse resultado
No entanto, depois de alguns exames, veio uma “não tão boa” notícia
Com os valores dos meus exames, teria mesmo de ser FIV
E pronto, no próximo mês vamos começar a 1º tentativa
Até lá, talvez escreva sobre outras coisas, não sei
Durante o tratamento vou contando como tudo funciona…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s