Seria mas já não será

A punção estava prevista para amanhã. Se tudo tivesse corrido de forma normal.
Eu costumo pensar que ‘nada acontece por acaso’. Desta vez não compreendia o motivo da interrupção. Agora tudo parece começar a fazer (um pouco) de sentido. Tenho andado super ocupada com as tais 1001 coisas [assunto denominado apenas 1001 coisas]. Onde questões têm de ser clarificadas e decisões importantes têm de ser tomadas.
Talvez tenha sido por isso, não sei. Mas continua a não fazer sentido pelo facto de ter a proposta estágio-perfeito pendente, e cada vez mais complicado devido às faltas que a FIV me obrigará a dar. Faltas incertas, que não posso avisar antecedentemente. Sei que vou em determinado dia mas, só depois das análises e ecografia é que me vão dizer quando terei de voltar…
Não sei o que o destino tem reservado para mim. Para nós. Só com o tempo saberemos.

Por enquanto sei que será uma semana de decisões importantes, em diferentes aspetos. Em aspetos profissionais que poderão fazer a diferença no meu futuro. Coisas que podiam ser facilmente modificadas, se existissem máquinas do tempo e pudéssemos andar para trás, sabendo o que já sabemos hoje! Mas ‘o que não tem remédio, remediado está’ portanto, se não posso alterar o passado, tenho é de pensar no que posso remediar no presente para melhorar o futuro!

O que de mais certo temos é que continuaremos juntos os dois, com o desejo de um dia passarmos a ser três!

Anúncios

2 thoughts on “Seria mas já não será

  1. Pois… Andamos em tatamentos com a esperanças que dê resultado. E, de facto, nunca estamos realmente preparadas para o não. Quando ele chega o primeiro pensamento é “Andei aqui em tratamento para quê?”Mas lá está, sem eles é que não conseguiremos os resultados de certeza.E pronto, vamos continuando, sem saber o que nos espera, sem saber quando resultará. Pior, sem saber sequer se algum dia resultará…Muito obrigada por tudo =) *

    Gostar

  2. Não interessa a tua idade, nem que ainda tens tempo. Isso é um processo dificil para todos, vivido de forma diferente em cada um de nós, mas sempre dificil. E por isso, podes permitir-te a desilução a cada vez que o tratamento não seja bem sucedido. E pedir ajuda quando sentires mesmo que é preciso. Certo é que a maioria das pessoas não vai perceber… Fico a torcer para que sejam poucas as desiluções nesse processo.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s