Será?

Quero acreditar que nada é por acaso. Que tudo acontece quando tem de acontecer.
As férias dele foram tiradas praticamente por acaso. Adiou na esperança da chegada do Mr red. Como não chegou, a esperança acabou e pensámos que o adiamento tinha sido em vão.
Entretanto, quando tudo parecia não avançar, a FIV começou.
E voltou a esperança no mês de outubro.
Agora faço contas e percebo que, se tudo correr de forma normal, a punção e recolha será sábado. A transferência na semana de férias dele.
Soa tudo tão perfeito que até tenho medo de estar a sonhar em vão.
É verdade que a esperança é a última a morrer. Mas também é verdade que o momento do ‘não’ é um momento que não é fácil..
Vamos andando, um dia de cada vez..

Juntos os dois, a tentar ser três!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s