O maior desejo para este ano

Em 2013 começámos a procurar soluções para engravidar, aos meus 23 anos, por causa do meu síndrome de Kalman. Na altura, a nossa vida não estava tão organizada como hoje. Mas, tendo uma relação estável e começando a pensar no futuro a longo prazo, queríamos saber as nossas possibilidades. Sem intenção de engravidar no momento. Com intenção de saber quais os nossos obstáculos até engravidar.

Em 2014 [ano em que comecei o blog]. A vida começou a estar mais organizada. Começámos a saber mais sobre infertilidade. Fizemos a primeira FIV. Interrompeu no quinto dia. Ok. Fizemos outra tentativa. Quando passou do quinto dia começámos a sonhar com a possibilidade [extremamente remota por ser a ‘primeira’ tentativa] de resultar. Desiludimo-nos quando não houve fecundação. Pensei ‘paciência, ainda sou nova’. Ao mesmo tempo também pensei ‘sou nova mas tenho 25 anos. Já temos a vida relativamente organizada, suficientemente organizada para termos um filho’. Gostava de não ser mãe em idade tardia. Gostava de ser uma mãe atualizada. E quando dou conta, 25 anos é a idade certa. São 25 anos de diferença. Não é pouco mas também não é muito. É a idade ideal [no meu ponto de vista]. Sei que em questões de infertilidade ainda é uma idade jovem. Mas, para mim, estou na idade que considero ideal. A idade em que desejava que acontecesse.

Em 2015 vamos continuar a fazer mais tratamentos de fertilidade. Talvez a próxima tentativa seja ICSI. Este ano já encaro a situação com vontade de engravidar! Já começo a pensar porque raio não procurámos possibilidades ainda mais cedo. Não que antes não quisesse. A diferença é que antes pensava ‘quanto mais cedo começarmos a tentar, mais cedo temos sucesso. Tratamentos de fertilidade podem demorar muitos anos até dar resultado’. Agora já começo a querer que resulte o mais cedo possível! Antes pensava ‘talvez não dê, mas se der melhor’ Agora penso ‘quero mesmo que dê, o mais cedo possível! O que mais quero é que dê já na próxima tentativa. No fundo, tenho noção que pode não dar. Mas mantenho a esperança de que pode resultar. E desejo com todas as minhas forças que resulte mesmo.

Engravidar é o meu maior desejo para este ano!

/home/wpcom/public_html/wp-content/blogs.dir/68f/72729420/files/2015/01/img_1872.png

Anúncios

One thought on “O maior desejo para este ano

  1. Pingback: O custo (psicológico) da infertilidade | Cantinho dos Smurfs

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s