Ressonância magnética ao pulso

Foi sábado às 9h.
Ia descansada pouco apreensiva.
Já tinha feito 2 ressonâncias mas à cabeça [barriga pa cima, toda atada, toda dentro da maquineta].
Mal cheguei mandaram-me deitar de barriga pa baixo com o braço esticado [tipo super-homem] e eu pensei que ia ser muito mais fácil.
Depois só braço entrou para a máquina e ainda mais aliviada fiquei.
Ali assim deitados perdemos completamente a noção de tempo mas perguntei quanto tempo demorava e o suposto é cerca de 30 minutos, às vezes um pouco mais.
Tudo ok, vamos a isso!

Pois que estava redondamente enganada!
Pouco depois de estar deitada fiquei com a mão dormente, eu bem tentava não a mexer mas nem sequer a sentia.
O tempo passou e cheguei a um ponto em que já não aguentava mais o ombro (por causa da posição) – graças a Deus isso aconteceu no final.
A dor, o Trisequens e o jejum tudo junto, até lágrimas me caíram..
Acabou o exame e pouco falei. A senhora que me fez a ressonância comentou admiradíssima que eu estava a transpirar (coisa quase impossível numa câmara gelada daquelas) mas não, tinham sido mesmo uma ou duas lágrimas que caíram na almofada e apenas respondi: “ai o meu ombro, já não estava a aguentar as dores” e saí disparada.
Chego cá fora e percebo que a ressonância demorou quase 1h30.
Mas pronto, a senhora disse que ficou bem feita e dentro de dias devo ter os resultados..

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s