Ter um cão #2

Acerca de comentários sobre um casal-sem-filhos ter um cão. [peço desculpa a quem tem gatos, sei que acontece o mesmo mas falo dos cães porque não confio nos gatos, acho-os matreiros. Não quero ofender ninguém, sei que há gatos extremamente meigos, mas prefiro os cães :P]

Já nos tinha acontecido ouvir bocas deste género quando arranjámos 2 cães arraçados de pastor alemão.
Principalmente quando arranjámos o cão, que esteve em casa cerca de uma semana. Depois, fizemos uma espécie de canil fora de casa e arranjámos a cadela (para lhe fazer companhia) e parece que aí as coisas mudaram um pouco.
Agora com um Yorkshire em casa ui, que cinema.. Agora é que parece mesmo (na cabeça de certas pessoas) que arranjámos um filho [parece que isso de ser peludo e de 4 patas não interessa a essas pessoas, é filho na mesma].

Conclusão: neste nosso país de mentes mesquinhas, cão de casal-sem-filhos na rua é cão normal; cão de casal-sem-filhos em casa é substituto do filho que não têm por qualquer razão. É triste mas é o que concluo da nossa experiência.
Os cães são das melhores companhias e dos melhores apoios que podemos ter. Mas daí a substituírem um filho vai uma grande distância.
E fazer estas mentes mesquinhas compreender isto? Claro que não, a compreensão deste assunto ia tirar-lhes motivo de cuscuvilhar sobre a nossa vida, o que seria uma chatice.
Eu só gostava que essas pessoas me explicassem em que medida o cão substitui o filho. Haverá maneira de ensinar o cão a falar e a andar em duas patas? Se calhar arranjei aqui um futuro Einstein e ainda não percebi. Tenho de ir ver se o aceitam na creche, só tem 2 meses mas fica já a matrícula feita para entrar aos 5 meses, não quero que perca nada..

Agora falando a sério, para mim o conceito de família ideal é composta pelo casal, filho(s) e um cão. Em criança sempre quis um cãozinho em casa e gostava de poder dar esse privilégio a um filho. Para segurança da criança até convém que o cão já não seja cachorro e já esteja minimamente ensinado. Por isso, mesmo que pudesse ter filhos de forma natural ia querer sempre um cão.
Não consigo ver o cão como substituto mas sim como complemento a qualquer família.
Há casais inférteis que decidem não fazer tratamentos e optam por tratar cães/gatos como filhos.
Até há casais férteis que não querem filhos e tratam os animais como filhos.
Eu não o faço (por enquanto, não sei o que me reserva o futuro). Mas também não sou contra quem o faz e compreendo perfeitamente.
Cada um lida com a infertilidade da forma que se sentir melhor!
Cada um trata os animais como quer, desde que não os maltrate!
Não entendo a necessidade das pessoas terem de criticar tudo e mais alguma coisa. Mas acho que é algo que nunca vou entender..
image

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s